Central Telefônica: 71 3203.5555 . Centro Médico: 71 3203.3400 . Marcação de Exames: 71 3203.5601

Notícia

HOME / Hospital / Notícias / 2019 / Fevereiro / Vai fugir do carnaval?

Vai fugir do carnaval?

11 February 2019

Enquanto uma multidão espera ansiosa a chegada dos dias de folia, há quem compartilhe esse sentimento, mas por um outro motivo: a oportunidade de viajar nos dias de Carnaval. Além de organizar o roteiro turístico e a bagagem, é importante atentar para alguns cuidados necessários com a saúde, antes de embarcar. O médico infectologista, do Centro Médico Hospital Português, Dr. Fernando Javier Hernandez Romero, ressalta a realização do check-up clínico de rotina e atualização da carteira de vacinação, como medidas essenciais para a segurança de todo viajante. “Quem vai para outro Estado, região ou país, deve pesquisar informações sobre as doenças prevalentes no lugar a ser visitado. Esse conhecimento é relevante, porque os agentes infecciosos, em circulação, variam de uma região para outra e, em alguns casos, existe a possibilidade de imunizações, como forma de preveni-las”, informa. 

Os cuidados para a prevenção da malária devem ser priorizados nos países da África, América do Sul (sobretudo na Bacia Amazônica), Madagascar, Papua-Nova Guiné, Sudeste da Ásia e Vanuatu, devido ao alto risco de contágio da doença. A febre amarela é a ameaça principal no norte brasileiro, assim como, no continente africano, na América Central, Subcontinente Indiano e Sudeste Asiático, de acordo com o Ministério da Saúde (MS). “A febre amarela pode ser prevenida por meio da imunização contra o vírus transmissor, que deve ser realizada nos postos de saúde brasileiros, preferencialmente, dez dias antes de viajar. Já a malária não pode ser evitada, ainda, por meio de vacina. Por isso, é fundamental seguir medidas de proteção contra as doenças transmitidas por insetos, tais como: usar repelentes, roupas compridas e eliminar focos de água parada. Em casos específicos existe a possibilidade de ingerir medicações antimaláricas, como forma de prevenir a doença”, orienta. 

Outra medida preventiva é estar com os exames de rotina em dia. O check-up clínico antecipado, de acordo com o infectologista, pode evitar que a viagem precise ser interrompida por algum problema de saúde. “Ao realizar uma consulta médica prévia, o viajante terá um melhor conhecimento sobre o seu estado de saúde, possibilitando que eventuais problemas clínicos sejam previamente diagnosticados e devidamente tratados por um especialista”, observa. Dr. Romero também ressalta as orientações do Ministério da Saúde, para quem se desloca, dentro ou fora do país, relacionadas à qualidade da alimentação. “É fundamental checar sempre as medidas básicas de higiene na localidade a ser visitada, para evitar problemas como a diarreia, especialmente nos países da América Latina, África e Ásia. Lavar as mãos várias vezes ao dia e beber somente água mineral engarrafada são cuidados necessários nessas regiões”, informa. 

Caso esteja com um quadro infeccioso agudo, o infectologista recomenda adiar a viagem para uma ocasião mais oportuna. E se for preciso utilizar medicamentos sob prescrição médica, a orientação é obter a receita antecipadamente para adquirir a quantidade necessária para toda a viagem. No site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) o viajante pode obter, ainda, orientações sobre como e onde obter o cartão de vacinação internacional e o passo a passo para tirar o documento. 

Clique no link abaixo e leia a Revista Imagem Real de Fevereiro/19 completa:
http://www.hportugues.com.br/imprensa/revista-imagem-real

       
ANAHP - Associação Nacional de Hospitais Privados ONA - Organização Nacional de Acreditação Creditação  Qmentum
   
Av. Princesa Isabel, 914, Barra Avenida, 40.140-901, Salvador, Bahia.
71 3203.5147 71 3203.5555 71 3203.3400 71 3203.5601